Presidente da Liga sugere volta do Nordestão com sede única em Recife

      24 ABR 2020
      24 de Abril de 2020

      Volta aos jogos, tendo os estádios da Região Metropolitana do Recife como sede única e intervalo de até 48 horas entre uma partida e outra, para encerrar a realização da edição 2020 da Copa do Nordeste. Esse foi o cenário desenhado pelo presidente da Liga do Nordeste, Eduardo Rocha, em entrevista cedida ao portal Globo Esporte. Proposta que, segundo o gestor, deve ser apresentada com brevidade na próxima semana aos clubes participantes da competição.

      "Vamos apresentar (a proposta) dentro da brevidade que o cenário requer. Acredito que na próxima semana, com tudo formatado apresentando os prós e os contras, deixando bem claro que por nós queríamos e queremos disputar a competição do mesmo jeito em que ela estava pré-determinada, com jogos de ida e volta, normalmente, todos com portões abertos para torcida. Claro que seria um sonho para todo mundo, mas é possível? Imagino que, com esse quadro atual em que vivemos, não", explicou Eduardo Rocha,

      O presidente da Liga do Nordeste ainda reforça que a ideia precisa ser aprovada pelos clubes participantes da Copa do Nordeste, assim como pela própria CBF, responsável pela realização da Copa do Nordeste. "Não é que a proposta seja exclusivamente essa, mas a direção da Liga do Nordeste tem que buscar alternativas. Quem vai definir isso é a CBF, afinal o campeonato é da CBF", apontou.

      "Mas nós não somos obrigados a não ter uma opinião. Não podemos nos furtar de ouvir os clubes. Quem decide a proposta que será apresentada à CBF são os clubes. A Liga vai dizer 'temos essa proposta. Algum clube tem outra proposta? Tem. Então decide-se a vencedora, se é a A ou a B'. E Aí se encaminha para a CBF", completou.

      Ainda sobre as devidas recomendações necessárias para garantir a saúde dos atletas e evitar a contaminação por Covid-19, Eduardo Rocha também atribui à CBF o papel de adotar ou não o modelo apresentado pela Federação Catarinense de Futebol, com uma série de medidas a serem tomadas como protocolo de saúde.

      "Tudo isso quem vai dizer é a CBF, não somos nós. Deverá haver um manual da CBF que vai tomar todas as precauções que estão tomando, como exames em todos os atletas e todas as comissões técnicas da Séries A e B. Se protocola, evidentemente que a CBF que vai auditar. Estamos apenas dando sugestões, como até o próprio torcedor também pode dar a sua sugestão", aponta, antes de criticar arbitrariedade no processo da discussão sobre a volta do futebol no país.

      "Estou sendo muito democrata e acho que as pessoas também deveriam ser. Mas tem gente que não é. Acham que só quem pode mandar é quem ocupa o cargo, mas às vezes quem está no cargo manda por força do cargo. Às vezes entende menos do que quem não está", concluiu.

      Recife seria a sede única dos jogos, utilizando Arruda, Ilha do Retiro, Aflitos e Arena, além dos CTs dos clubes

      Voltar


      Fale Conosco:
      ismaradona@hotmail.com  

      WhatsApp: 87 98841 7572