Resumão da Copa - Fique por dentro de tudo que aconteceu no 19º dia

    02 JUL 2018
    02 de Julho de 2018

    Quem era considerado favorito, passou. Mas não foi fácil não. O terceiro confronto das quartas de final da Copa do Mundo da Rússia foi definido nesta segunda-feira. E colocará frente a frente um gigante do futebol mundial e outro país que, para muitos, é o time mais técnico da competição.

    Se um deles avançou com suas estrelas brilhando, o outro precisou lutar, e muito, para ir atrás de uma classificação que parecia perdida. Vamos, então, ao resumo deste dia empolgante.

    Brasil 2 x 0 México

    Foi, sem dúvida algum, o melhor jogo do Brasil na Copa do Mundo até o momento. Em que pese o início no qual os mexicanos tentaram ir para cima, o time conseguiu controlar as ações e, aos poucos agredir o adversário. Assim como ocorreu em 2014, quando as duas seleções se cruzaram na primeira fase (empate em 0 a 0), a equipe verde-amarela encontrou uma barreira chamada Ochoa.

    Ainda no primeiro tempo, ele brilhou em duas oportunidades. Só que estava claro que, em alguma hora, a defesa daria espaços. Com Willian inspirado, partiu dele a jogada para que Neymar só completasse para as redes logo no início da etapa complementar. A partir disso, o México se abateu, e coube aos comandados de Tite continuarem a exercer uma pressão que só terminou quase ao fim do duelo, quando Roberto Firmino aproveitou arrancada de um espetacular camisa 10 para dar números finais ao placar.

    Se alguém ainda tinha dúvidas do potencial do Brasil, viu um goleiro Alisson seguro, um zagueiro Thiago Silva cada vez mais gigante, um Casemiro soberbo (levou o terceiro cartão amarelo e não disputa a próxima fase) e um ataque avassalador. Será que a equipe se consolida na hora certa? Que está crescendo, isso está...

    Bélgica 3 x 2 Japão

    A zebra, por pouco, não se apresentou mais uma vez nas oitavas de final da Copa do Mundo. Não bastasse a Rússia ter eliminado a Espanha, o Japão ficou a minutos de uma classificação histórica. Só que, no final, falou mais alto uma geração que tem talento de sobra, mas que deu um baita susto em sua torcida.

    Depois de um primeiro tempo sem gols, os asiáticos tomaram a dianteira no placar logo no começo da etapa final e mostraram que poderiam, sim, despachar uma Bélgica que teve 100% de aproveitamento na primeira fase e que era dono da melhor campanha até então. E não foi apenas um gol não. De cara, abriram 2 a 0, com Haraguchi e Inui, e colocaram fogo naquele que, aparentemente, era o duelo com maior desequilíbrio técnico desta fase da competição.

    Os belgas, que pareciam batidos, renasceram das cinzas. Vertonghen, com uma cabeçada despretensiosa, Fellaini, também pelo alto, e Chadli, já aos 49 minutos, garantiram a virada heroica e o passaporte para a cidade de Kazan. Vem aí, então, um Brasil x Bélgica de tirar o fôlego.

    Voltar

    www.ismaradona.com.br

    Fale Conosco

    WhatsApp (87) 98156 5264

    ismaradona@hotmail.com