Nada de morrer na praia, o Náutico é Campeão Pernambucano 2018

    08 ABR 2018
    08 de Abril de 2018

    O Náutico recebeu o melhor presente de aniversário de todos. O Timbu voltou a ser campeão do Campeonato Pernambucano após 13 anos longe da taça. E isso só pôde ser conquistado com uma vitória polêmica para cima do Central pelo placar de 2 a 1, em partida realizada na tarde deste domingo(08), na Arena Pernambuco. No jogo de ida: os times ficaram no empate sem gols. A última vez que o Náutico havia sido campeão foi em 2004, quando derrotou o Santa Cruz na decisão. Depois disso, chegou quatro vezes na final, mas ficou apenas com o vice. O Timbu tem, agora, 23 conquistas estaduais, contra 29 do Coral e 41 do Sport. Rebaixado à Série C, o Náutico juntou os cacos e começa a ter um 2018 bem melhor do que foi no ano passado. O Timbu conquistou o título com 100% de aproveitamento dentro da Arena. O estádio de São Lourenço da Mata já foi muito criticado, fazendo com que os torcedores pedissem o retorno do clube ao Aflitos. No entanto, virou um ‘caldeirão’ na atual temporada. O duelo marcou também o maior público da Arena Pernambuco. Mais de 42 mil torcedores estiveram presentes na Arena para comemorar mais um título do Timbu. O título deixa Roberto Fernandes, provavelmente, como o melhor treinador da história do Náutico. O técnico tem uma identidade perfeita com a torcida do Timbu e, nos últimos anos, somente com Roberto Fernandes no comando, que o Náutico fez sucesso, saindo agora de uma longa fila de títulos estaduais.

    O primeiro tempo foi todo polêmico. O Central reclamou muito de um gol mal anulado, que poderia ter mudado o resultado. Gilson recebeu em posição legal, deixou Camutanga na saudade e chutou para o fundo das redes. A arbitragem, no entanto, assinalou impedimento. O Central era melhor até que o Náutico resolveu aprontar e estragar a festa do adversário. Aos 43 minutos, Júnior Timbó fez bela jogada e tocou para Ortigoza chutar para abrir o marcador. O maior investimento do Alvirrubro na temporada brilhou e colocou o time da casa na frente do placar. No segundo tempo, o Náutico cresceu ainda mais, sentiu mais liberdade para atacar e ainda fez o segundo. Aos 12 minutos, Rafael Assis tirou dois marcadores na jogada e chutou cruzado para fazer 2 a 0 e praticamente liquidar a fatura na Arena Pernambuco. O Central marcou o gol de honra aos 26 minutos. Dudu invadiu a área e chutou. Kevyn colocou a mão na bola e o árbitro marcou pênalti. Leandro Costa foi para a cobrança e diminuiu. A partir daí foi uma blitz do time de Caruaru. Mas o sonho do primeiro título foi por água abaixo aos 49, com Lucas Silva, pela linha de fundo.

    Detalhes do jogo:

    Árbitro - Nielson Nogueira Dias  Assistentes - Clovis Amaral da Silva e Cleberson Nascimento Leite

    Público  -   42.352 pagantes                   Renda -   R$ 956.695,00

    Náutico - Bruno; Thiago Ennes, Camacho, Camutanga e Kevyn; Negretti, Júnior Timbó (Clebinho) e Wallace Pernambucano (Jobson); Rafael Assis (Wendell), Robinho e Ortigoza.  Técnico: Roberto Fernandes

    Central - França; Dudu Gago, Danilo Quipapá, Vitão e Charles Maceió; Eduardo Erê, Douglas Carioca (Itacaré), Fernando Pires e Júnior Lemos (Mateus Issa);Leandro Costa e Gildo (Lucas Silva).   Técnico: Mauro Fernandes

    Náutico Campeão Pernambucano 2018

    Ortigoza comemora o primeiro gol do timbu contra o Central

    Ortigoza o primeiro estrangeiro Campeão pelo Náutico

    Central honrou o futebol do interior pernambucano

    Torcida do Central compareceu a Arena na esperança de conquistar o primeiro Pernambucano da sua história

    A torcida do Náutico fez a festa na Arena de Pernambuco

    A festa da torcida do Náutico na sede nos Aflitos

    A merecida comemoração do técnico do Náutico

    Roberto Fernandes leva o Náutico ao titulo Pernambucano

    Voltar

    www.ismaradona.com.br

    Fale Conosco

    WhatsApp (87) 98855 8561

    ismaradona@hotmail.com